Skip to content

“Duplica o alimento que tua mãe te deu…”

2009/05/03

No Dia da Mãe fica aqui uma passagem do Ensinamento de Ani (um texto da chamada literatura sapiencial datado do Império Novo), que nos revela as concepções egípcias relativas aos deveres dos filhos para com os seus pais.

Este excerto é uma tradução do Professor José Nunes Carreira e foi extraído de “A Mulher no Antigo Egipto”, texto apresentado pelo autor durante o colóquio “A Mulher na História” organizado pela Câmara Municipal da Moita.

Duplica o alimento que tua mãe te deu,
sustenta-a como ela te sustentou.
Teve em ti um pesado fardo,
Mas não te abandonou.
Quando nasceste depois dos seus meses,
Continuou ainda ligada a ti,
Seu peito na tua boca por três anos.
Quando cresceste e tuas fezes causavam nojo,
Não sentiu repugnância, dizendo “que hei-de fazer?”
Quando te mandou à escola,
e te ensinavam a escrever,
ficou à tua espera todos os dias,
com pão e cerveja na sua casa.
Agora que, na flor da idade, tomaste mulher
e estás bem instalado na tua casa
presta atenção à tua prole,
criando-a como fez tua mãe.
Não lhe dês motivo para te censurar,
Não erga ela as mãos a Deus
E ele ouça os seus clamores.

No comments yet

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: