Skip to content

Abido em risco

2008/10/17

O sítio arqueológico de Abido, situado a cerca de 560 quilómetros a sul do Cairo, reúne vestígios de praticamente todos os períodos da história do Antigo Egipto.  É aqui que se situam os túmulos dos reis da I dinastia, embora os egiptólogos ainda debatam se estes seriam túmulos reais ou meramente simbólicos.

Abido era também o principal centro religioso do deus Osíris: faziam-se peregrinações ao local como hoje em dia se fazem peregrinações a Fátima ou Lourdes.

O monumento mais importante de Abido é um grande templo com planta em forma de “L”, construído por ordem do faraó Seti I, pai do famoso Ramsés II. Pai e filho estão de resto representados numa parede de um corredor do templo, a realizar oferendas ao nome de setenta e seis faraós escritos em cartelas (os nomes contidos nesta lista constituem a chamada “Lista Real de Abido”). O templo é composto por sete “capelas”, santuários dedicados a seis deuses e ao próprio Seti deificado.

Por detrás do templo de Seti, encontra-se o Osireum, uma estrutura construída abaixo do nível do solo que impressiona os visitantes devido aos seus enormes blocos de granito. O Osireum foi considerado pelo seu descobridor, o egiptólogo Flinders Petrie, como um túmulo simbólico de Osíris. Ramsés II também construiu o seu próprio templo em Abido, localizado a noroeste do templo do seu pai.

Abido tem vindo a sofrer pressões dos pequenos povoados humanos próximos ao local. No entanto, uma equipa internacional encontra-se a desenvolver um projecto que visa proteger os monumentos do local, conforme noticiou o “Al-Ahram Weekly“.

Uma interessante reportagem sobre Abido pode ser lida num número de 2001 da revista “Archeology”, publicação do Archeological Institute of America.

Créditos fotográficos: Em cima, foto do templo de Seti I por Argenberg, retirada do Flickr. Em baixo, foto do Osireum por gmole2, retirada também do Flickr. As duas fotografias encontram-se sob uma licença “Creative Commons Atribuição 2.0 Genérica.

3 comentários leave one →
  1. Moon permalink
    2008/10/17 22:47

    Que tristeza, não conseguem preservar o que teem, que é tão fantástico e fascinante, até dá pena! Cá em Portugal o cuidado pelo património é pouquissimo! Não era necessário ter andado no secundário em Artes para descobrir os tão poucos monumentos que temos e os tão poucos cuidados que Portugal tem com as suas coisas. É uma tristeza não conseguirem respeitar um Património cultural de enorme prestigio e de renome como o que se encontra actualmente no Egipto.

  2. Blogue Antigo Egipto permalink*
    2008/10/18 20:35

    Pois é Moon, o Egipto tem vários problemas, como a inflação, o desemprego, a agitação política… De qualquer maneira, há um plano para evitar que as aldeias vizinhas “invadam” Abido, pelo que as perspectivas não são assim tão negativas. Bom fim-de-semana!

  3. Moon permalink
    2008/10/19 01:10

    O fim-de-semana não vai ser lá muito bom, constipada. Estas mudanças de temperatura matam-me. Bom fim-de-semana para ti. Quarta-feira faco novo resumo, se é que achas interessante, se não, passo a não faze-los!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: